Seguidores

domingo, 28 de agosto de 2016

Andrighi recomenda aos tribunais que contratem pessoas com deficiência

Para que as pessoas com deficiência se atentem pelos seus direitos. 

Os Tribunais de todo o país possuem uma Recomendação do Conselho Nacional de Justiça para contratarem pessoas com deficiência.

________________________________________________ 


Foto Gil Ferreira/Agência CNJ
Em seu último ato como corregedora nacional de Justiça, a ministra Nancy Andrighi editou a Recomendação n. 26, de 23 de agosto de 2016, que recomenda aos tribunais de todo o país, como projeto de política de inclusão, a contratação de pessoas com deficiência para tarefa de digitalização dos processos judiciais e administrativos.
A ministra sugere que os recursos para o pagamento dos colaboradores com deficiência poderão sair dos Fundos Especiais de Reaparelhamento e Modernização do Poder Judiciário dos Estados.

Nancy Andrighi é presidente da Comissão de Inclusão do Superior Tribunal de Justiça, que conta com diversos projetos de aproveitamento profissional de pessoas com deficiência. A digitalização dos processos na Corte foi realizada com muita eficiência por deficientes auditivos. Portadores de Síndrome de Down fazem, com perfeição, o minucioso trabalho de recuperação de documentos raros.

Para a ministra, o poder público tem o dever de acolher e dar oportunidade profissional para as pessoas com deficiência, que enfrentam enorme dificuldade de inserção do mercado de trabalho. “Eu vi de perto o trabalho impecável que essas pessoas são capazes de fazer. Com treinamento adequado, o rendimento profissional dos portadores de deficiência costuma surpreender”, afirma Andrighi.
Corregedoria Nacional de Justiça

Fonte: http://www.cnj.jus.br/index.php?option=com_content&view=article&id=83248:andrighi-recomenda-aos-tribunais-que-contratem-pessoas-com-deficiencia&catid=813:cnj&Itemid=4640&acm=1197_9059