Seguidores

domingo, 28 de junho de 2015

Ponte Nova promove a I Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência







A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ponte Nova (APAE) foi sede, nesta sexta-feira (19/06), da I Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O evento foi uma realização do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Comdefi), juntamente com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação (Semash). A conferência trouxe como tema “O desafio na implementação das políticas da pessoa com deficiência: a transversalidade como radicalidade dos direitos humanos”. Ao longo do dia, foram trabalhos três eixos: “Gênero, raça e etnia, diversidade sexual e geracional“; “Órgãos gestões e instâncias de participação social”; e “A interação entre os Poderes e os entes federados”.



Temática: os presentes puderam discutir os principais desafios envolvendo as pessoas com deficiência
Compuseram a mesa de autoridades o prefeito Guto Malta, o secretário da Semash, Hermano Luiz dos Santos, o vereador Anísio Filho, a presidente da APAE, Ana Virgínia Gomes, a conselheira do Comdefi, Maria Altina, e o presidente do Comdefi, Ronaldo Aguiar. Este último destacou que a realização da conferência é um grande avanço, pois faz com que a causa das pessoas com deficiência seja disseminada. “Estamos dando um enorme salto. Somos conhecedores de nossos direitos e lutamos para que sejam alcançados. E nesta conferência, especialmente, estamos avançando ainda mais, pois iremos chamar a atenção até mesmo daqueles que ainda não conhecem a nossa luta”, frisou Ronaldo.
O secretário Hermano Luiz dos Santos, em sua fala, ressaltou a fundamental importância do Comdefi na realização conferência e na abertura de espaços que discutam, de fato, as diversas problemáticas das pessoas com deficiência. “Estamos aqui para participar, dialogar e deliberar para que, na medida do possível, possamos concretizar as demandas que nos forem apresentadas”, disse. O prefeito Guto Malta, por sua vez, externou o seu entendimento sobre a temática da conferência. “Após darmos visibilidade aos invisíveis e voz àqueles que não têm, devemos radicalizar, ou seja, implementar ações, estar presentes e fazer-nos ouvir no que se refere aos direitos da pessoa com deficiência.  E a transversalidade vem a ser o diálogo com todos os setores, incluindo a sociedade civil e também os conselhos. Espaços como o desta conferência são a essência da participação e do controle social e, por meio deles, podemos manter uma discussão aberta e radical com toda a sociedade”.
O evento também contou com palestra da advogada Ana Lúcia de Oliveira, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/MG. A convidada falou sobre o conceito de transversalidade e destacou a fundamental importância de o poder público e a da sociedade civil atuarem conjuntamente. “A Conferência é um espaço de participação e debate, onde podemos trabalhar questões que envolvem saúde, educação, esporte, trabalho, transporte, mobilidade urbana, entre outras. E nós temos que dialogar nos âmbitos municipal, estadual e federal, com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e também com a sociedade, para que possamos trabalhar, juntos, na construção e na execução das políticas voltadas às pessoas com deficiência”, pontuou.




Conferência: o prefeito Guto Malta e a palestrante Ana Lúcia de Oliveira participaram do evento

video


Fonte: http://pontenova.mg.gov.br/blog/2015/06/19/ponte-nova-promove-a-i-conferencia-municipal-dos-direitos-da-pessoa-com-deficiencia/